Poder do Voto firma parcerias com CLP e Ranking dos Políticos para impulsionar empoderamento do eleitor pela tecnologia

 

 

☆☆☆☆☆

 

Aplicativo permite interação online com parlamentares e oferece posicionamentos de entidades representativas sobre projetos em votação

 

 

O aplicativo Poder do Voto (www.poderdovoto.org), iniciativa que possibilita a qualquer eleitor se comunicar e cobrar seus representantes sistematicamente, de acordo com temas de seu interesse, acaba de fechar as suas primeiras parcerias de Comunidades, mesmo antes do seu lançamento. As primeiras Comunidades a assinar os acordos foram o CLP, Centro de Liderança Pública (www.clp.org.br), que desenvolve líderes públicos empenhados em promover mudanças transformadoras por meio da eficácia da gestão e da melhoria da qualidade das políticas públicas e o site Raking dos Políticos (www.politicos.org.br), projeto que acompanha e compara o desempenho de senadores e deputados federais de todo o Brasil por meio de critérios como gastos, assiduidade, fidelidade partidária e processos judiciais, entre outros.

 
Pelo acordo, o CLP e o Ranking dos Políticos, emitirão posicionamentos a respeito dos projetos em votação na Câmara e no Senado para auxiliar os usuários do app a analisar as propostas em discussão no Congresso. Mais diversas conversas com outras entidades estão em andamento. O objetivo é oferecer o máximo de diversidade de visões disponíveis do APP.

 

Leia mais. Como funciona o Congresso Nacional?

 
O fundador e idealizador do Poder do Voto, Mario Mello, explica que a ferramenta permitirá aos eleitores escolherem um deputado e até três senadores para acompanhar ao longo do mandato. Os usuários decidirão também sobre quais macro temas desejam ser informados como saúde, educação, segurança e outros. Sempre que um projeto relacionado a esta escolha estiver em fase de votação eles serão estimulados a manifestar suas opiniões.

 
"Sem sair do aplicativo o eleitor poderá consultar opiniões de entidades, que chamamos no APP de Comunidades, de diversos matizes ideológicas, como o CLP e Ranking dos Políticos, por exemplo, e, após se sentir confortável com as informações, apresentar suas próprias sugestões diretamente a seus representantes. Assim, mesmo à distância e sem abandonar a rotina de suas vidas, os trabalhadores, estudantes e representantes de qualquer segmento poderão influenciar nas decisões políticas do país", afirma.

 
A Diretora-Executiva do CLP, Luanda Tavares, aponta o alinhamento de valores e missão das duas entidades. Segundo ela, a iniciativa do Poder do Voto é de extrema contribuição ao país e ao nosso sistema democrático, levando em consideração o momento do Brasil e a perda de representatividade dos nossos líderes políticos perante a sociedade. "No CLP acreditamos na importância da política e já atuamos há 10 anos pelo fortalecimento das lideranças públicas, das instituições e pelo engajamento da sociedade na defesa dos princípios democráticos. Logo, fazer parte desse trabalho e unir esforços com diversos atores da sociedade civil para garantir que haja maior proximidade dos eleitos de seus eleitores, agregará muito à essa árdua e urgente missão", explica.

 

Leia mais. Saiba tudo sobre a cota parlamentar

 
O fundador do Ranking dos Políticos, Renato Feder, explica que a tecnologia desenvolvida pelo projeto mostra em detalhes cada passo da atividade dos parlamentares. Por sua vez, o Poder do Voto revela aos detentores de mandatos exatamente aquilo que seus eleitores esperam deles, fazendo uma ponte direta entre ambos. "São informações essenciais e muito complementares. Por isso, o Ranking dos Políticos tem orgulho de apoiar e trocar informações com o Poder do Voto", diz.

 
Os deputados e senadores terão à disposição uma versão própria do aplicativo Poder do Voto que mostrará a opinião dos eleitores que o seguem a respeito de cada projeto. Assim, o parlamentar terá a oportunidade de ajustar sua conduta e o eleitor poderá avaliar com precisão se ele está ou não representando seus pensamentos no parlamento. O aplicativo tem como meta alcançar 50 milhões de downloads até setembro de 2018.

 
Para o cofundador do Poder do Voto e responsável pelas Comunidades, Paulo Dalla Nora, a participação do CLP e do Ranking dos Políticos será fundamental na busca pelos objetivos da iniciativa. "Agregar comunidades com capacidade de contribuir para o debate democrático é um dos principais objetivos do Poder do Voto. As visões desses parceiros ajudarão nossos usuários a construir os seus entendimentos. Até o lançamento em maio, teremos firmado mais algumas parcerias importantes", afirma.

 
Sobre o Poder do Voto

 
O aplicativo Poder do Voto tem como objetivo utilizar a tecnologia para proporcionar ao eleitor clareza da representação política e auxiliar na construção de um ambiente político saudável que melhore as condições de vida do país.
Por meio de inteligência artificial, big data e interação via API com o Congresso Nacional, o projeto pretende fazer a ligação entre o eleitor e seus representantes parlamentares permitindo que, mesmo sem deixar de lado suas atividades diárias, as pessoas possam influenciar nas votações de projetos de seu interesse.

 

Leia mais. Como a Senadora Gleisi Hoffmann, presidente do PT, está no Ranking dos Políticos?

 
Por meio de seus telefones celulares, os usuários poderão dizer como querem que os deputados e senadores votem em cada situação e avaliar o quanto isto estará sendo feito como critério para escolha em futuras eleições. O aplicativo permite ainda aos parlamentares uma aproximação direta com seus eleitores, conhecendo suas opiniões e podendo inclusive explicar seus posicionamentos diretamente a eles, sem a necessidade de intermediários, como a imprensa, por exemplo.

 
Trata-se de um projeto sem fins lucrativos, criado por Mario Mello, ex-diretor geral do PayPal para a América Latina, Paulo Dalla Nora, empreendedor ligado a inovação em energia renovável, e Gustavo Castro, fundador do De Vivo, Whitaker e Castro Advogados. O Poder do Voto não tem qualquer filiação partidária ou ligação com entidades do mundo político. É um projeto mantido por doações apenas de pessoas físicas e não tem fins lucrativos. Os dados colhidos pela aplicativo não poderão ser vendidos nem cedidos a nenhum partido político, candidato ou instituto de pesquisa.
Para saber mais: www.poderdovoto.org

 

Veiculado originalmente em Na Hora RN

%d blogueiros gostam disto: