Vanessa Grazziotin: como a Senadora está no Ranking dos Políticos

 

☆☆☆☆☆

 

Membros da base aliada de Vanessa ocupam a mesa do Senado impedindo a votação da Reforma Trabalhista 

 

Vanessa Grazziotin é Senadora pelo Partido Comunista do Brasil (PCdoB-AM), seguindo carreira política há 30 anos.

A Senadora foi foco recente das manchetes jornalísticas por ter proposto um projeto de lei que prevê multa a quem inserir pessoas em grupos de Whatsapp, Facebook e outras plataformas digitais, sem que as mesmas tenham autorizado previamente.

Farmacêutica, possui atuações no Senado voltadas para o tema, tendo integrado a CPI dos Medicamentos e participado do projeto que implantou o Sistema Nacional de Controle de Medicamentos.

Quais são suas posições? Quanto gasta? Responde a processos? Analise os fatos e dados que apresentamos aqui, e forme sua opinião sobre a Senadora.

 

Manifestações Públicas

No caso do ex-presidente Lula, acusado de ter recebido um tríplex como propina da construtora OAS, Vanessa foi defensora da inocência do réu. Em uma das situações, demonstrou surpresa ao saber que a acusação ao ex-presidente era de ocultar o patrimônio, usando a construtora como laranja. Segundo a acusação, a ausência de escritura do apartamento em nome do ex-presidente reforça, juntamente com depoimentos de moradores reconhecendo Lula como dono do imóvel, a tese de lavagem de dinheiro.

 

Colocação

Na posição 521 (22/02/2018) entre 594 parlamentares avaliados desde 2015, Vanessa ganha 14 pontos por comparecer em 304 das 329 sessões no Senado Federal. Por ter gasto R$ 1.372.507,63 (acima da média de gastos dos demais Senadores), a Senadora perde 9 pontos no critério privilégios. Perde 10 pontos por responder a inquérito no STF sobre compra de votos.

Perde também 45 pontos em “Outros critérios”. Apesar de dois eventos elevarem sua pontuação nesse quesito: formação superior (+5 pontos) e sua fidelidade partidária (+10 pontos), outras três atitudes da Senadora tiraram-na pontos. São eles:

  1. Ter ocupado a mesa do Senado, impedindo a votação da Reforma Trabalhista (atitude antidemocrática, -20 pontos);
  2. Na CCJ ter votado contra o projeto que prevê regras para a demissão de servidor público estável por "insuficiência de desempenho", apurando anualmente via comissão avaliadora e levando em conta, entre outros fatores, a produtividade e a qualidade do serviço. -15 pontos;
  3. Ter protocolado ação no CNJ contra o Juiz Sérgio Moro, por ter divulgado grampos de conversa envolvendo Lula e Dilma.

Perde também 135 pontos em Qualidade Legislativa.

 

Privilégios

Até o dia 22/02/2018, Vanessa Grazziotin consumiu R$ 1.372.507,63 da CEAP (Verba Indenizatória), sendo os gastos mais expressivos com:

  • Divulgação da atividade parlamentar: R$ 463.870,91
  • Passagens aéreas, aquáticas e terrestres nacionais: R$ 347.954,47
  • Locomoção, hospedagem, alimentação : R$ 305.305,74

 

Posições adotadas

Seguem abaixo as votações que mais contribuíram para sua pontuação no critério Qualidade Legislativa:

 

Fim do Foro Privilegiado: Sim | +30 pontos

Impeachment de Dilma Rousseff: Não | -25 pontos

PEC do Teto: Não | -30 pontos

Organização político-administrativa do Estado: Sim | +20 pontos

Reforma Trabalhista: Não | -20 pontos

 

Avaliação popular

Na página da parlamentar no Ranking dos Políticos, sua avaliação por parte do público que acessa o site é de 1,5/5. 6% dos avaliadores consideram Vanessa Grazziotin uma excelente parlamentar, enquanto 90% a considera péssima a sua atuação, na soma de 139 avaliações.

 

E aí, qual opinião sobre o parlamentar? Comente.

Confira os Fatos e Dados sobre Jair Bolsonaro, Álvaro Dias, Cristiane Brasil e Romero Jucá.

Quer saber sobre outros Deputados Federais e Senadores? Acesse http://www.politicos.org.br/ e confira.

%d blogueiros gostam disto: